DIÁRIO

12 de março de 2018

Após as trevas, luz. Esse tema tão perceptível no Antigo Testamento tomou meu coração no fim da noite de ontem. Sei, Senhor, que além dos profetas e apóstolos, e para além dos pais da igreja, os reformadores também se valeram desse mote para descrever o tempo em que viveram.

Mas olhando para a minha vida, percebo claramente que a luz da misericórdia e do perdão seguem as trevas e a escuridão que, vez ou outra, visitam meu coração.

Como desejo que meu coração seja todo luz, Senhor. Ajuda-me nisso. E que esta luz de Cristo irradie naqueles que comigo estão.

Tua bondade é infinita. Tua fidelidade à Tua Palavra, real. Não há como negar. Perceber isso com os olhos da fé é um dom, um presente, pelo qual sou e continuarei a ser grato pra sempre.

Obrigado pelo dia de ontem. Obrigado pela luz que sempre vence as noites escuras de minh’alma.

Amém.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: